...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Talvez esteja um pouco meditativa...e viajando por outras galáxias...


Sabemos muito bem como é sentirmo-nos desmotivados, cansados, perdidos, enfiados no meio de uma multidão que vibra e vive outros valores, que corre desesperadamente o dia inteiro indo e vindo, para lá e para cá, sem saber ao certo o que de facto está a fazer, seguindo um estilo de vida massificado, superficial e conduzido de fora para dentro, fazendo parte de um mundo violento, corrupto, decadente e conformista que olha para os que procuram Luz com ar de comiseração e pena...
Precisamos, quando enfrentarmos estes momentos de desânimo,lembrar o que na verdade somos.
Somos nada mais nada menos que um milagre em acção navegando livres pelo oceano da vida, para escolher o nosso destino. Viajantes e ao mesmo tempo parte integrante do Universo, hoje filhos queridos da Mãe Terra que nos acolhe, alimenta e protege, permitindo que manifestemos a beleza, a graça, o amor que está em cada célula do nosso organismo, bem como em cada minúscula partícula do Cosmos. Somos espelhos do movimento das galáxias, estrelas, dos planetas que nos influenciam permanentemente com suas andanças - perfeitamente coordenadas - pelo espaço sideral. Formamos um Todo feito de Luz, aquela pequena, mas indispensável partitura de uma sinfonia cósmica única, plena, deslumbrante. Temos o poder, durante a nossa viagem, de perpectuar a evolução, ao gerar outros seres humanos; literalmente, produzindo a vida, dando à Luz! Temos todas as chances nas nossas mãos para realizar brilhantemente a nossa parte e cumprir aqui a nossa tarefa, a missão espiritual, agora mesmo... somos nada mais, nada menos, que os co-criadores do Universo…

Precisamos simplesmente colocar o Amor incondicional como prioridade absoluta na nossa existência e fazer dele o principal aliado, conselheiro, fiel amigo, reedescobrindo a sensação de pertencer ao Todo, de que tudo faz sentido quando, pela paulatina e constante expansão da nossa consciência, afrontamos com mais serenidade e harmonia os episódios negativos na cronologia dos factos da vida.

3 Comentários:

Blogger O Viriato disse...

O mundo globalizado está a precisar - com urg~encia - dum mega processo de psicanálise colectiva.

A alienação é permanente. A máquina trituradora entrou em jogo e com toda a força: BILDERBERG e é dever de todo o cidadão que o sabe fazer a respectiva denuncia.

Veja-se os noticiários: um subliminar processo de desastre em marcha a fim de limitar a capacidade de análise individual: somos obrigados a pensar o que "eles" querem que pensemos. Dizem-nos, melhor impingem-nos que ajudemos aqueles que durante anos a fio nada fizeram senão ROUBAR o cidadão incauto: o sistema bancário.

Vão todos à merda, onde há poder há cheiro a merda...

Desculpe a linguagem mas trata-se de um desabafo de quem não se contenta em ouvi-los apenas...

7 de outubro de 2008 01:26  
Blogger Rafeiro Perfumado disse...

Eu prefiro pensar que a multidão é que está errada...

7 de outubro de 2008 11:19  
Blogger Vício disse...

amor incondicional? só se for por nós próprios!
tudo o resto é perder personalidade para viver em prol de outro alguém!

7 de outubro de 2008 14:41  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]