...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Foto de JMC
Marginalidade


Subversivamente

o instinto me descomanda.

E a magia inconsciente do meu corpo

é um jogo clandestino

de gestos sem eco.

Há um ritual divino

nas carícias sensuais em que me invento.

Nada me torna inocente

dos meus próprios sentidos

quando solto as linhas marginais do pensamento

e me seduzo com gostos proibidos.

Sempre são excessivos os desejos

de quem sonha a vida toda num momento.

A solidão é como o vento.

É nos olhos dos mendigos

que a noite se prolonga por mais tempo.

(Graça Pires)

5 Comentários:

Blogger Pupila deambuladora disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

7 de maio de 2008 12:22  
Blogger Pupila deambuladora disse...

Desejo intenso,
que rói a cada momento,
destroi em segundos um pequeno fragmento,
que por instantes chegou e pousou,
sem malicia e vaidade,
tudo nele brilha, até a mais pequena idade.

Gostei :)

7 de maio de 2008 12:23  
Blogger cassamia disse...

muito belo.
e a fotografia fascinou-me, adorei.

8 de maio de 2008 05:26  
Blogger © efeneto disse...

Pressenti o naufrágio
que me deixou só neste deserto:
os seus olhos de mar já me haviam avisado.
Uma tempestade de palavras
silenciosas como convém
ou ardilosas como lhe convinha,
espalhou o caos no velame
e o barco desgovernou-se
e doeu-me no interior que sou.
****
Uma tempestade de palavras
Para lhe desejar um fim-de-semana
Cheio de sonhos concretizados.
Aproveite e leve uma recordação do
Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Para colocar junto á nossa amizade.
Deixo um saco de beijos e abraços,
Façam o favor de escolher e de serem felizes.

9 de maio de 2008 03:39  
Blogger Don Juan disse...

Já sabia que gostava....eheheh

9 de maio de 2008 08:17  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]