...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Ai...Ai....rsrsrsrsrsrs





Certa vez, um padre e uma freira regressavam para o convento.
Ao cair da noite, avistaram uma cabana a meio do caminho, e decidiram entrar
para pernoitar e prosseguir viagem no dia seguinte.
Ao entrarem na cabana,
- Padre! O senhor está acordado?
O padre bêbado de sono:
- Hã?! Ah, irmã, diga, o que foi?
- Ah... é que eu estou com frio. Pode ir buscar-me um cobertor?
- Sim, irmã, com certeza!
O padre levantou-se, foi buscar um cobertor ao armário e cobriu a irmã com
muita ternura.
Uma hora depois, a irmã acorda o padre novamente:
- Padre! Ainda está acordado?
O padre:
- Hã? Irmã... O que foi agora?
- É que ainda estou com frio. Pode dar-me outro cobertor?
- Claro irmã, com certeza
Mais uma vez, o padre levantou-se cheio de amor e boa vontade para atender o
pedido da irmã.
Outra hora passou e, mais uma vez, a irmã chamou pelo padre:
- Padre. O senhor ainda está acordado?
O padre:
-Sim irmã! O que foi agora?!
- É que eu não estou a conseguir dormir. Ainda estou com muito frio.
Finalmente, entendendo as intenções da irmã, o padre então disse:
- Irmã, só estamos aqui nós dois, certo?
- Certo!
- O que acontecer aqui, ou deixar de acontecer, só nós saberemos e mais
ninguém, certo?
- Certo!
- Então tenho uma sugestão... Que tal se fingirmos ser marido e mulher?
A freira então pula de alegria na cama e diz:
- SIM! SIM!

Então o padre muda o tom de voz e grita:
- ENTAO, PORRA! LEVANTA-TE E VAI BUSCAR A MERDA DO COBERTOR!

6 Comentários:

Blogger Rato disse...

ratita, que não se percam os bons 'costumes' eheheheh

5 de maio de 2008 07:48  
Blogger Vício disse...

ai que horror!
tu escreveste um palavrão!

5 de maio de 2008 08:02  
Blogger daniel disse...

Olá

Li e sorri muito, o meu sorriso, porque não o faço a bandeiras despregadas, por feitio, mas merecia.
Sendo anedota, para gente muitaaa séria, fico a esperar mais.

Daniel

5 de maio de 2008 13:29  
Blogger cassamia disse...

ahahaha
ganda macho, afinal eles andam mas é escondidos debaixo das batinas
ahahaha

6 de maio de 2008 02:58  
Blogger Carla disse...

eehehhhehe padres!!!! não percebem nada!!!
beijos

6 de maio de 2008 03:20  
Blogger Zé do Cão disse...

Como a conversa mais seria deste mundo.
Um cónego, velhinho e doente, contou-me deitado na sua cama, de quadro paredes de pedra com um frio de matar, pois era inverno, que as freiras eram monstruosas, que tinham a coragem de o deixar sem jantar e que nem um copito de leite lhe levam ao leito. Local, num seminário.
E por aqui me fico.
Fotografa, um beijinho e gostei da anedota.

6 de maio de 2008 11:04  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]