...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

terça-feira, 16 de dezembro de 2008


ÀS FAVAS A OBRIGATORIEDADE...


(Delasnieve Daspet)


Já perceberam que nos é imposto que sejamos felizes ao menos no Natal e no Ano Novo?

Na sociedade capitalista todos acreditam que precisam comprar...

comprar coisas, objetos, gente, amor, sexo, afetos,

tudo que possa dar a sensação de felicidade.


E haja tempo para a pressa.

Afinal, para quê tanta correria, se temos todo o ano para isso?

Aceito que sou uma ET.

Abomino festas de amigo oculto, festinhas de confraternização, ir na casa dos outros...

acho tudo isso de uma chatura suprema! Não! Não tenho nenhum problema.


Cresci no mato.

Lá o natal é família, em casa.

Um franguinho, no fogão à lenha, fazia a festa, e pela manhã todos iam a igrejinha agradecer. Consigo sim, passar o natal e o ano novo, olhando meus filhos, falando com os amigos, ou numa retrospectiva de tv, e está tudo perfeito, pois para mim todo dia e natal e ano novo.


Não me sinto obrigada a ser feliz, sorrir, fingir, magnânima, animada, bonita

- em apenas um dia - eu sou assim o ano todo!

As pessoas não conseguem ser outras ...e se deprimem.

Não incorpore essa obrigatoriedade de ser feliz em ocasiões especiais.

Isso apenas nos tornam infelizes.

Para que teu natal não seja triste faz crescer o espírito natalino que existe em nós...

quanto ao resto? manda às favas!

4 Comentários:

Blogger cassamia disse...

acho que cada um de nós deve celebrar ou não o natal e não deve submeter-se a mais nada que a sua vontade, fé, crença ou apetite.
beijocas

17 de dezembro de 2008 01:18  
Blogger O Viriato disse...

Confesso que não gfaço grande "algazarra" sobre o Natal e outras efemérides, em primeiro lugar porque o tempo passa da mesma forma que os restantes dias, e em segundo lugar porque quanto maior for a expectativa maior é a RESSACA...

17 de dezembro de 2008 01:58  
Blogger Entre "aspas" disse...

O Natal perante a ideia da maioria das pessoas é comprar tudo e mais alguma coisa,menos o essencial,aquilo que o dinheiro não compra: o amor, o carinho, o respeito..
Bjs Zita

17 de dezembro de 2008 05:40  
Blogger duarte disse...

ola
o natal de dar e receber...
esse é que é o natal das prendas.
há muito natal, no amor e na amizade...que se cultivam diariamente.
abraços do vale

17 de dezembro de 2008 09:44  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]