...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

domingo, 28 de dezembro de 2008

OS SILÊNCIOS DA FALA









São tantos
os silêncios da fala

De sede
De saliva
De suor

Silêncios de silex
no corpo do silêncio

Silêncios de vento
de mar
e de torpor

De amor

Depois, há as jarras
com rosas de silêncio

Os gemidos
nas camas

As ancas
O sabor

O silêncio que posto
em cima do silêncio
usurpa do silêncio o seu magro labor.



Maria Tereza Horta

1 Comentários:

Blogger duarte disse...

belo...como um sussurar ao ouvido.
abraço

29 de dezembro de 2008 12:49  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]