...É PRECISO TER ASAS,PARA SE AMAR O ABISMO...

sexta-feira, 28 de março de 2008

Bem..se a moda pega por cá...é um Deus nos acuda..mas como isto das modas vão e vêm...Êta cabra danado!!!


COMO SE JULGAVA ESTUPRO EM 1833

Leia e veja porque havia menos estupros naquele tempo...

SENTENÇA JUDICIAL DATADA DE 1833

- PROVÍNCIA DE SERGIPE SENTENÇA

JUDICIAL EM 1833 EM PORTUGUES ARCAICO

PROVÍNCIA DE SERGIPE


O adjunto de promotor público, representando contra o cabra Manoel Duda, porque no dia 11 do mês de Nossa Senhora Sant'Ana quando a mulher do Xico Bento ia para a fonte, já perto dela, o supracitado cabra que estava de em uma moita de mato, sahiu della de supetão e fez proposta a dita mulher, por quem queria para coisa que não se pode trazer a lume, e como ella se recuzasse, o dito cabra abrafolou-se dela, deitou-a no chão, deixando as encomendas della de fora e ao Deus dará.

Elle não conseguiu matrimonio porque ella gritou e veio em amparo della Nocreto Correia e Norberto Barbosa, que prenderam o cujo em flagrante. Dizem as leises que duas testemunhas que assistam a qualquer naufrágio do sucesso faz prova.

CONSIDERO: QUE o cabra Manoel Duda agrediu a mulher de Xico Bento para conxambrar com ela e fazer chumbregâncias, coisas que só marido della competia conxambrar, porque casados pelo regime da Santa Igreja Cathólica Romana; QUE o cabra Manoel Duda é um suplicante deboxado que nunca soube respeitar as famílias de suas vizinhas, tanto que quiz também fazer conxambranas com a Quitéria e Clarinha, moças donzellas;

QUE Manoel Duda é um sujeito perigoso e que não tiver uma cousa que atenue a perigança dele, amanhan está metendo medo até nos homens.

CONDENO: O cabra Manoel Duda, pelo malifício que fez à mulher do Xico Bento, a ser CAPADO , capadura que deverá ser feita a MACETE.

A execução desta peça deverá ser feita na cadeia desta Villa. Nomeio carrasco o carcereiro. Cumpra-se e apregue-se editais nos lugares públicos. Manoel Fernandes dos Santos Juiz de Direito da Vila de Porto da Folha Sergipe, 15 de Outubro de1833 Fonte: Instituto Histórico de Alagoas -- Juliano Gonsalves de Souza!!!8418-3596

8 Comentários:

Blogger Capitão Merda disse...

Escrita em português do Brasil, arcaico ou não, é uma coisa muito merdosa!
Mas não é esse o tema e desculpa-me, Fotógrafa.

Bom fim de semana
Bj.

28 de março de 2008 13:27  
Blogger Bichinho disse...

Beijo fantasma.

28 de março de 2008 13:41  
Blogger Rafeiro Perfumado disse...

Tirando a linguagem, a sentença parece-me acertadissíma...

29 de março de 2008 16:22  
Blogger camela parker disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

30 de março de 2008 11:17  
Blogger camela parker disse...

Conxambrar vai entrar no meu vocabulário...
E macetada também...que por umas coisas...!

30 de março de 2008 11:24  
Blogger cassamia disse...

que pérola ahahaha

30 de março de 2008 14:57  
Blogger Vício disse...

será que as testemunhas gostaram de ver as encomendas da vitima?

31 de março de 2008 06:33  
Blogger Zé do Cão disse...

Ao acabar de ler que o cajo ía ser capado à maceta, senti cá uns arrepios que até me senti desfalecer.

Olhem se o CC da (casa pia) mais os outros todos, fossem capados à maceta, havia de ser bonito.
Ai Abrantes nunca mais tinhas os gajos como dantes.

31 de março de 2008 06:43  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

<

Powered by Blogger

Assinar
Postagens [Atom]